terça-feira, fevereiro 27News That Matters
Shadow

Polícia Civil prende segundo suspeito de tentativa de estupro virtual no Piauí

A Delegacia de José de Freitas prendeu na manhã desta quinta-feira (06) mais um suspeito de tentativa de estupro virtual. O jovem de 19 anos, que não teve o nome revelado, foi preso no bairro Verde Lar, na zona Leste de Teresina. Segundo o delegado André Moreno, o suspeito é amigo do homem que foi preso ontem e eles agiam em conjunto para cometer o crime.

“Como a gente seguiu as investigações, a gente chegou a informação que ele agia em coautoria para pressionar a vítima e obter vídeos e fotos de conteúdo íntimo e encontrar com ela para praticar os atos sexuais. A gente pediu a prisão preventiva dele ainda ontem e realizou a prisão dele na manhã de hoje”, informou o delegado.

Ainda segundo André Moreno, o suspeito está sendo ouvido em interrogatório em José de Freitas e negou envolvimento no crime. A Polícia Civil tem indícios de outras vítimas, mas até o momento ninguém procurou a delegacia.

O 17° DP, em José de Freitas, alerta a população que qualquer caso semelhante deverá ser comunicado à polícia, a fim de que as medidas cabíveis sejam devidamente tomadas. O delegado André Moreno pede ainda que as pessoas tenham cuidado com conteúdos intimos no ambiente virtual. 

“Primeiro que as pessoas tomem muito cuidado com conteúdo íntimo, o ambiente virtual não é um ambiente seguro e se algo acontecer, que elas procurem a polícia para resolver porque hoje a gente tem mecanismos que são suficientes para resolver ou tentar resolver o caso”, pontuou o delegado. 

Policiais do 17° Distrito de José de Freitas prenderam um homem de 24 anos suspeito de tentativa de estupro. A prisão ocorreu na manhã desta quarta-feira (5), no bairro Livramento, zona Sudeste de Teresina. Segundo o delegado André Moreno, há indícios de que ele fez outras vítimas. 

O crime ocorreu no último dia 21 de junho, quando uma jovem procurou o 17° DP, denunciando um homem que teria realizado uma abordagem na tentativa de coagir a praticar atos libidinosos. O criminoso tentava manter relações sexuais através de perfil em redes sociais e contato via whatssap.

“Ele estava usando perfil falso para praticar os crimes. Ainda estamos investigando se caracteriza crime de perseguição, violência psicológica, constrangimento ilegal. Desde de 2020 ele usava perfil falso para persegui-la”, disse o delegado André Moreno. 

Segundo a Polícia, o autor – que não teve o nome revelado – teria entrado em contato com a vítima afirmando ter fotos de conteúdo íntimo da jovem,  ameaçando enviar a seus familiares e amigos. Segundo a vítima, os “nudes” não seriam divulgados, caso ela consentisse em realizar chamadas de vídeo nua e o encontrasse para que praticassem sexo e outros atos libidinosos diversos.

“Após investigação detalhada, houve identificação e prisão do indivíduo, que confessou que já fez isso por outras vezes e admitiu o cometimento do delito. O 17° DP, em José de Freitas, alerta a população que qualquer caso semelhante deverá ser comunicado à polícia, a fim de que as medidas cabíveis sejam devidamente tomadas”, alerta o delegado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: