quarta-feira, fevereiro 28News That Matters
Shadow

HUT reduz em 47% a incidência de lesões por pressão na UTI

Uma das complicações que pode afetar pacientes que passam um tempo internados na UTI é a lesão por pressão (LP), feridas que podem aparecer quando a pessoa fica muito tempo na mesma posição. O Hospital de Urgência
de Teresina (HUT) tem reforçado os treinamentos das equipes assistenciais, dando ênfase especial às medidas de prevenção e tratamento das Lesões por Pressão (LPs) e como resultado, reduziu em 47% a incidência dessa adversidade na Unidade de Terapia Intensiva adulto (UTI 04) no primeiro semestre de 2023.

O Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) e Núcleo de Estomaterapia (NEST) compõem a estrutura dedicada à segurança da assistência do HUT e juntos realizam abordagens preventivas junto às equipes assistenciais.

Levando-se em consideração o referencial de estudos internacionais e nacionais, a meta acordada é de uma incidência de até 10% para pacientes de UTI. “Com as medidas adotadas houve uma redução das Lesões por Pressão de 18% em 2022 para 9,6% em 2023”, avalia Cliciane Furtado, Estomaterapeuta responsável pelo NEST.

“Já nas unidades semi intensivas (críticas 01 e 02) os riscos de lesões da pele se mantêm nesse patamar inferior a 10% desde o ano passado” ressalta a enfermeira.

“Com a lesão por pressão, o paciente fica mais tempo hospitalizado, corre risco de infecção, e o que nós buscamos é que ele se recupere o mais rápido possível para voltar para os cuidados e o convívio familiar”, enfatiza o diretor
geral do HUT, médico Anderson Dantas.

Como critérios de contingência de danos por LP aos pacientes críticos utilizados no HUT estão a avaliação do risco de desenvolver lesão na admissão e durante a internação, mudança de decúbito (posição) programada, elevação de
calcanhar, uso de colchão pneumático, uso de coxins (almofadas) de proteção, curativo preventivo em locais de preeminências ósseas, manutenção de pele limpa e hidratada, dentre outros.

A prevenção da lesão por pressão compõe a meta internacional número 6 de segurança do paciente. Objetivando oferecer melhor assistência em um ambiente cada vez mais seguro para pacientes e profissionais de saúde, o HUT
trabalha diariamente com as seis metas de segurança do paciente preconizadas mundialmente. São elas: identificação do paciente; comunicação efetiva; cirurgia segura; medicação segura; higienização das mãos e
prevenção de infecção relacionada à assistência à saúde (IRAS); e prevenção de quedas e de lesão por pressão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: