quarta-feira, fevereiro 28News That Matters
Shadow

Transferência via DOC deixa de funcionar a partir desta segunda-feira (15)

O documento de ordem de crédito (DOC), usado para transferência de dinheiro entre contas bancárias, vai deixar de funcionar a partir desta segunda-feira (15). O DOC foi criado pelo Banco Central, em 1985, para permitir transferências entre contas bancárias. A modalidade não resistiu ao avanço tecnológico e a outras ferramentas que facilitam a vida do cliente, como o Pix.

Os pagamentos agendados só serão pagos até o dia 29 de fevereiro. Quem programou para depois da data, deve procurar o banco.

Em 2023, das 37 bilhões de operações financeiras feitas no Brasil, quase metade foram por Pix. O DOC aparece no fim da lista, registrando 0,05% das transações.

O DOC ficou bem atrás dos cheques (125 milhões), TED (448 milhões), boleto (2,09 bilhões), cartão de débito (8,4 bilhões), cartão de crédito (8,4 bilhões) e do Pix, com 17,6 bilhões.

No comércio, o Pix também é uma opção de pagamento. Hoje, muitos estabelecimentos oferecem o código para leitura. Basta o cliente apontar a câmera do celular para o qr-code e confirmar o valor que vai ser debitado.

Além do DOC, serão descontinuadas as operações de Transferência Especial de Crédito (TEC), feitas exclusivamente por empresas para pagamento de benefícios a funcionários.

Tanto na TEC quanto no DOC o valor máximo das transações é de até R$ 4.999,99, que pode ser agendado para beneficiar outra conta, inclusive de um banco diferente.

As movimentações feitas por meio do DOC são efetivadas um dia depois de o banco receber a ordem de transferência, enquanto a TEC garante a transferência de recursos até o final do mesmo dia em que foi dada a ordem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: