domingo, dezembro 5O Piauí se conecta aqui!

Sargento da PM é indiciado por agredir advogado em delegacia no Piauí

O comandante geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, indiciou o 3º sargento Domingos da Silva Sousa, acusado de agredir fisicamente o advogado Humberto da Silva Chaves, que acompanhava um cliente na Delegacia de Piripiri. A decisão foi dada na última sexta-feira, 26 de outubro.

O caso ocorreu em 10 de junho deste ano. O advogado acompanhava seu cliente nas dependências da Delegacia Regional de Piripiri, quando o sargento deu um soco na boca do advogado, antes de agredi-lo verbalmente.

Conforme decisão resultante do Inquérito Policial Militar nº 159/2021, o comandante geral, ao analisar os autos, frisou ser “perceptível que a ação praticada pelo investigado, ao investir contra a vítima, não se coaduna com o que se espera daquele que se reveste como representante do estado, não sendo cabível a argumentação de legítima defesa, mesmo ante a clara provocação da vítima, situação esta que lhe exige conduta diversa daquela que adotara, não sendo plausível o uso da força física contra alguém que apenas utilizara palavras como meio de ataque”, diz trecho da decisão.

O comandante geral avocou o Inquérito Policial Militar por entender que a prática do investigado se amolda como crime militar, resultando no indiciamento do 3º sargento Domingos da Silva Sousa.

Por fim, o coronel Lindomar Castilho determinou a envio dos autos do Inquérito Policial Militar à juíza de direito do Juízo Militar Estadual, da 9ª Vara Criminal da Comarca de Teresina.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments