domingo, dezembro 5O Piauí se conecta aqui!

Greve de motoristas e cobradores de ônibus entra no 7º dia em Teresina

A greve no transporte coletivo da capital entra nesta quarta-feira (03) no sétimo dia. Motoristas e cobradores seguem com atividades paralisadas desde a última quinta (28) e cobram a assinatura da convenção coletiva de trabalho da categoria, que estabelece a regulamentação e carga horária das atividades. 

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintetro) diz que a categoria tem respeitado a decisão judicial proferida em liminar pelo Desembargador Marco Aurélio Lustosa Caminha, que determinou a circulação de 70% da frota nos horários de picoe e 30% do chamado entrepico. 

Na última segunda-feira, a Strans informou que 138 ônibus coletivos estavam em circulação nas ruas de Teresina, o que representa aproximadamente 70% do estabelecido em ordem de serviço, 200 ônibus. A quantidade de ônibus circulando hoje ainda não foi divulgada pela Strans, que estabeleceu fiscalizações nas garagens dos consórcios.

Na última quinta-feira, data que marcou o início da greve, a Prefeitura de Teresina decretou calamidade no setor de transporte. A medida permite a adoção de ações de forma emergencial, como a possibilidade de contratação de novas empresas para suprir as ordens de serviço não cumpridas pelos consórcios. 

SINTETRO E SETUT TERÃO AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO

Uma audiência de conciliação entre o Sintetro e o Setut, no Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região, deve acontecer nesta quarta-feira (03/11). Segundo informou Ajuri Dias, presidente do Sintetro ao Cidadeverde.com, o desembargador do TRT22, Manoel Edilson, ficou de entrar em contato com a entidade sindical para informar o horário da audiência. 

“A greve continua por tempo indeterminado, infelizmente. Nós estamos aguardando essa audiência de conciliação, junto ao Setut, no TRT para saber quais os novos rumos que a greve tomará em Teresina . Até lá, tudo continua como está”, destacou Ajuri Dias. 

Nesta audiência de conciliação, as partes envolvidas, no caso o Setut e o Sintetro, vão tentar fechar um acordo com relação aos impasses que ocasionaram na nova greve em Teresina. Sob orientação do juiz conciliador da audiência, as partes tentaram chegar a um ponto que possa colocar fim na greve da categoria na cidade. 

O presidente do Sintetro afirmou ainda que desde que a categoria iniciou a greve em Teresina não recebeu qualquer ordem de serviço da Strans determinando a quantidade de veículos que deveriam circular nas ruas da cidade. 

“Não conseguimos precisar quantos ônibus estão circulando. Não fomos para a garagem controlar o percentual, mas acredito que a liminar do TRT que determinou a circulação de 70% da frota no horário de pico e 30% no entrepico está sendo cumprindo como determinou a liminar”, completou Ajuri Dias. 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments