domingo, julho 3O Piauí se conecta aqui!

Custo do metro quadrado construído no Piauí chega a R$ 1.375; 5° mais alto

O custo do metro quadrado construído no Piauí atingiu R$ 1.375,73 em novembro, com um aumento de 1,61% em relação ao mês de outubro e uma majoração de 15,39%  em relação a novembro do ano passado. Nos últimos 11 meses, o aumento dos custos da construção civil foi de 13,55%. javascript:window[“$iceContent”]

O custo da construção civil no Piauí é o 5° mais caro de região Nordeste, abaixo apenas dos estados de Maranhão, Ceará, Paraíba e Bahia. As taxas apresentaram alta em todas as regiões, sobretudo no Centro-Oeste (1,60%), devido ao aumento na parcela dos materiais e dissídio no Distrito Federal.

Star+ AnimaçõesStar+ reúne todos os episódios dos Simpsons e outras animações exclusivas. Confira

O acumulado no ano foi de 18,04%, e, em 12 meses, de 20,33%, pouco abaixo dos 12 meses imediatamente anteriores (21,22%). Em novembro de 2020 o índice foi 1,82%. O custo nacional da construção, por metro quadrado, passou de R$ 1.490,88 em outubro para R$ R$ 1.506,76 em novembro, sendo R$ 903,22 relativos aos materiais e R$ 603,54 à mão de obra.

A parcela dos materiais subiu 1,66%, 0,39 ponto percentual (p.p.) acima do mês anterior (1,27%). Frente ao índice de novembro de 2020 (3,15%), observa-se queda significativa, 1,49 ponto percentual. Já a parcela da mão de obra, com taxa de 0,18%, recuou 0,46 ponto percentual frente ao índice de outubro (0,64%), apesar de dois acordos firmados. Comparado a novembro de 2020 (0,25%), a queda foi menos significativa (0,07 p.p.).

No ano, as altas acumuladas foram de 27,15% (materiais) e 6,62% (mão de obra), sendo que em doze meses ficaram em 31,46% (materiais) e 6,81% (mão de obra). Com alta significativa na parcela dos materiais em todos os estados, e reajuste previsto em convenção observado no Distrito Federal, a região Centro-Oeste ficou com a maior variação regional em novembro, 1,60%.

As demais regiões apresentaram os seguintes resultados: 1,29% (Norte), 0,98% (Nordeste), 1,01% (Sudeste) e 0,88% (Sul). Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 1.494,32 (Norte); R$ 1.409,08 (Nordeste); R$ 1.567,24 (Sudeste); R$ 1.586,39 (Sul) e R$ 1.494,20 (Centro-Oeste).

Com alta na parcela dos materiais e dissídio coletivo registrado nas categorias profissionais, Roraima foi o estado que apresentou a maior variação mensal, 4,64%. O Sinapi, criado em 1969, tem como objetivo a produção de informações de custos e índices de forma sistematizada e com abrangência nacional, visando a elaboração e avaliação de orçamentos, como também acompanhamento de custos.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments