terça-feira, setembro 21O Piauí se conecta aqui!

Com Messi livre, Barçelona quer renovar, mas salário e tempo de contrato são empecilhos

O presidente do Barcelona, Joan Laporta, afirmou que a negociação para a permanência de Lionel Messi no Barcelona “segue avançando conforme o previsto”, depois do fim do contrato do atacante argentino com o clube espanhol no último dia 30.

– Queremos que ele fique, Messi quer ficar e procuramos a melhor maneira. Gostaríamos de concluir (logo), mas sabemos quanto tempo leva – disse o dirigente do Barça, citado pelo agência de notícias AFP, não escondendo o desejo de fechar o acordo o mais rápido possível.

Messi está livre desde quinta-feira, após o término de seu vínculo com o Barcelona. De acordo com o jornal catalão “Sport”, a ideia do clube é propor um contrato de dois anos, como jogador, e mais cinco como embaixador do clube.

No entanto, para que isso aconteça, o clube terá de resolver primeiro os seus problemas financeiros. Caso contrário, você não poderá registrar o craque argentino, cuja renovação está condicionada a vários aspectos fiscais.

O jornal “Expansión” falou com o conselheiro fiscal Ramón Álvarez de Mon, que compartilhou os seus sentimentos em relação às desvantagens que o Barça tem para poder renovar Messi.

– O Barça deve gerar 400 milhões de euros em ganhos de capital e economia de salários – disse o especialista.

A publicação diz ainda que a La Liga, entidade que administra o Campeonato Espanhol, poderia se opor ao contrato que o Barça está considerando, já que esta fórmula poderia barganhar o salário e controle orçamentário do equipes.

Por outro lado, o Tesouro Espanhol também terá que se manifestar.

– Se o Messi receber dois anos como jogador de futebol e o terceiro como embaixador em Miami, ele cobrará pelo que gerou como jogador do Barça, mas será um não residente, portanto não pagará impostos na Espanha ou o fará com uma alíquota inferior à dos residentes , o que pode desencadear um caso de fraude – afirma Álvarez de Mon.

De olho nesse imbróglio estão PSG e Manchester City, clubes interessados em contratar Messi que, por estar sem contrato, chegaria sem custos.

O capitão do Barça joga atualmente a Copa América com a Argentina, onde enfrentará o Equador neste domingo, pelas quartas de final do torneio.

Messi anunciou seu último acordo com o Barcelona em 5 de julho de 2017. Do primeiro contrato profissional (em 2005) a esse último, são 16 anos em que o argentino esteve vinculado ao clube catalão. Ele quase deixou o Barcelona ao fim da temporada passada, mas a saída acabou não se concretizando porque o camisa 10 ainda tinha mais um ano de contrato com o clube e não conseguiu uma rescisão amigável.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments