Para 77%, Brasil enfrentará segunda onda de Covid-19, diz XP/Ipespe

BRASÍLIA (Reuters) – Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta segunda-feira apontou que 77% dos entrevistados consideram que o Brasil irá enfrentar uma segunda onda de Covid-19, possibilidade minimizada pelo presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com a sondagem realizada em novembro, outros 19% consideram que o país não passará por uma nova leva da doença.

O presidente chegou a se referir aos alertas sobre uma segunda onda como uma “conversinha”.

“Agora tem essa conversinha de segunda onda. Se tiver, tem que enfrentar. Se quebrar de vez, seremos um país de miseráveis”, disse Bolsonaro a apoiadores, em meados deste mês.

A pesquisa apontou ainda uma forte redução entre os que consideram que o pior da pandemia já passou. A rodada de outubro registrava 64% nesse grupo, e agora são 46%. Por outro lado, os que responderam que “o pior ainda está por vir” aumentaram para 47%, ante os 30% registrados no mês passado.

A avaliação da atuação de Bolsonaro no enfrentamento à pandemia oscilou negativamente dentro da margem de erro. O grupo dos que avaliam a atuação como ótima ou boa passou de 30% para 25%. Os que a consideram ruim ou péssima oscilou de 47% para 49%.

A pesquisa entrevistou 1.000 pessoas em todo o território nacional entre 18 e 20 de novembro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Até o domingo, o Brasil tinha registrado 6.071.401 de casos confirmado de Covid-19, com um total de 169.183 mortes.

Fonte: Reuters Brasil