FMS estende o prazo da campanha de vacinação contra a gripe

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) decidiu estender o período da Campanha de Vacinação contra a Gripe, que se encerraria hoje (30). Isso porque alguns grupos prioritários, como crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos, professores, gestantes e mães no pós-parto (até 45 dias) ainda apresentam números abaixo das metas de imunização estabelecidas para Teresina. A vacina estará nos postos disponíveis aos públicos prioritários enquanto durarem os estoques.

Segundo o último balanço divulgado pela FMS nesta terça-feira (30), o grupo com menor cobertura vacinal tem sido o das mães no pós-parto, com 32,27% da cobertura vacinal. Em seguida vem o das gestantes, com 41,24% e o das crianças, com 45,38% da cobertura vacinal. O boletim informa ainda que até o momento foram vacinados 3.470 professores, número bem abaixo do registrado na campanha de 2019, quando foram vacinados 11.477 profissionais.

Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS, faz um apelo para que estes grupos garantam sua dose. “Precisamos vacinar essas pessoas porque elas são muito importantes no controle da epidemia do vírus da influenza. A vacina é composta por vírus inativado, é segura, previne a doença e também complicações de saúde”, afirma a diretora.

As vacinas estão disponíveis em 65 Unidades Básicas de Saúde, Centro Lineu Araújo e Hospital Infantil Lucídio Portela. “Sabemos que existe um receio por causa da Covid-19, mas garantimos que as UBS estão tomando todos os cuidados possíveis para preservar sua saúde”, garante Amariles Borba. Ao se dirigir a esses locais, a FMS solicita que a população utilize máscaras, respeite o distanciamento de 2 metros entre pessoas, evite tocar em superfícies e realize a higienização das mãos.

Essa vacina não tem eficácia contra o novo coronavírus e sim contra a gripe, doença respiratória causada pelo vírus influenza e que pode ser fatal. Neste momento, a vacinação protege a população, evitando complicações de saúde e também ajuda a reduzir o número de doentes que procuram por UBS, já bastante demandadas por conta da pandemia da Covid-19.

Fonte: Ascom Prefeitura de Teresina