Emater e SAF inauguram agroindústria de mandioca em Marcolândia

Nesta última sexta-feira (14), o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Piauí (Emater-PI) e  a Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) inauguraram uma Agroindústria de Mandioca  no município de Marcolândia, cidade localizada a 421 km da capital Teresina.

A obra beneficiará pequenos produtores rurais das comunidades Alagoinha, Tamboril e Alto Bonito e visa fortalecer a cadeia produtiva da mandiocultura no município com a ampliação da produção nas comunidades. Ao todo, a unidade vai atender inicialmente a 60 famílias.

O diretor-geral do Emater-PI, Francisco Guedes, destacou a importância da obra para a região. “Nós vamos gerar aqui 60 empregos diretos e aproximadamente 250 empregos indiretos. As comunidades, agora, farão parte do polo agroindustrial de Marcolândia. É uma satisfação enorme estar aqui juntamente com a SAF e o Governo do Estado, na pessoa do governador Wellington Dias, que nos autorizou a realizar o acordo de empréstimo junto ao Fida para beneficiar as famílias deste município. É importante ressaltar que a indústria não servirá apenas para o beneficiamento direto da mandioca, mas para os subprodutos e, ainda, o viveiro de mudas, que também foi inaugurado hoje. Com este trabalho conjunto, nós já temos mais de 100 empreendimentos agroindústriais no território do Vale do Itaim, gerando mais de cinco mil empregos diretos. Nossa intenção é ampliar ações que possibilitem o desenvolvimento dos territórios por meio de suas potencialidades”, ressaltou Guedes.

A unidade foi construída através de um financiamento do Governo do Estado junto ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), com contrapartida e aporte da associação dos pequenos produtores das comunidades beneficiadas. A estrutura conta com 4 fornos elétricos, 1 triturador elétrico, 1 lavadeira de massa, 1 uniformizador de massa, 1 descascador de mandioca, 1 prensa hidráulica, 1 triturador de massa, 1 classificador com duas peneiras e 1 balança com capacidade para até 300 quilos.

O projeto prevê ainda apoio às unidades de produção familiar, objetivando a expansão da área cultivada e o aumento da produtividade, fortalecendo o processo de comercialização, organização social e segurança alimentar.

Fonte: Ccom Governo do Piauí