Carol Solberg é advertida pelo STJD por grito contra Bolsonaro após vitória no vôlei de praia

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A jogadora de vôlei de praia Carol Solberg foi advertida nesta terça-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por ter gritado “Fora Bolsonaro” ao vivo na televisão após conquistar o terceiro lugar em um etapa do circuito nacional, e uma eventual reincidência poderá render uma punição mais severa.

A jogadora foi punida com multa de 1 mil reais, que acabou convertida pela corte em advertência, após ter sido enquadrada no artigo 191 do código disciplinar da categoria, que fala em “deixar de cumprir, ou dificultar o cumprimento de regulamento, geral ou especial, de competição”.

O regulamento da competição veda manifestações políticas, religiosas e de outra natureza pelos atletas, sob pena de prejudicar a competição, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e patrocinadores do evento, segundo o texto.

A atleta foi ouvida na audiência do STJD e não demonstrou arrependimento pelas críticas ao presidente.

Fonte: Reuters Brasil